Menu

Esposa do Roberto, mãe do Jader, madrasta da Ana Luisa e da Maria Clara, especialista em Psicologia Positiva Aplicada, professora de Inteligência Emocional, graduada em Direito e graduanda em Psicologia, master coach e uma otimista inabalável dedicada a ajudar pessoas como você a criar a vida que você ama viver.

 

Recasamento: como construir uma relação saudável?

recasamento

Sair de um divórcio é um processo delicado e exige atenção. A partir dessa experiência, qualquer novo relacionamento que direciona para um recasamento representa uma ameaça. Ainda que pareça mais simples, pela experiência de convivência a dois, se não houver um planejamento adequado, o divórcio baterá na porta novamente.

Portanto, a solução mais eficiente é resolver as pendências passadas e projetar um relacionamento de sucesso. Provavelmente você nunca imaginou, mas a inteligência emocional é uma das ferramentas, mais eficientes, para manter um relacionamento saudável.

Ou seja, se você já ficou intrigada com aquelas madrastas que tem uma excelente relação com os enteados, e um recasamento invejável, é um forte indício de que elas desenvolveram novas habilidades sobre esse assunto que vou esclarecer nesse artigo. Quer entender com mais detalhes? Acompanhe!

Recasamento de sucesso: descubra o potencial da inteligência emocional 

Recasamento é um tema que ao mesmo tempo que atrai, assusta. Isso acontece porque o emocional deseja algo e o racional nem sempre. O tempo todo somos bombardeadas na mente sobre as decisões que precisamos tomar. Recasar requer planejamento, mas não só sobre a cerimônia, local de moradia ou data para selar o compromisso, mas de organizar o emocional e analisar os novos desafios. 

No entanto, a parte vantajosa do recasamento é que podemos contar com as experiências anteriores e a maturidade adquirida por meio delas. Por outro lado é fundamental resolver as pendências passadas. Em outras palavras, dissolver as feridas que causaram o divórcio é fundamental para fechar o ciclo e começar o novo. 

Quando esquecemos ou ignoramos essa tarefa, sentimentos e emoções podem vir à tona no recasamento. Por consequência, gerar dificuldades na comunicação no relacionamento com o cônjuge e familiares. Então, o modo mais eficiente de contornar essa situação, e evitar a repetição dos eventos dolorosos, é investir na inteligência emocional.

Isto é, desenvolver habilidades para lidar com situações variadas que geram algum nível de estresse. Entender que existe aprendizado em todas as adversidades é um caminho que gera amadurecimento. Além disso, estimula a criatividade e o pensamento positivo. A partir disso, soluções começam a surgir com mais facilidade. 

Entenda por que é fundamental reconhecer seus sentimentos e emoções

recasamento

Em primeiro lugar é importante identificar as emoções e sentimentos com clareza. Para isso é fundamental reservar um tempo consigo mesma. Por exemplo: observe seus comportamentos e reações. Muitas vezes, agimos de maneira contrária à razão. Mesmo sabendo disso, nem sempre conseguimos dominar o ciúmes, a culpa, a ansiedade, a necessidade de controlar, etc. 

Consequentemente, isso interfere no relacionamento com seu cônjuge. Inclusive, é muito comum também, o medo do abandono, do novo divórcio, do retorno do cônjuge à ex-mulher etc. Além de reconhecer esses sentimentos, comportamentos e a frequência deles é imprescindível resolver traumas de relacionamentos anteriores. 

Além disso, a cura por meio de um novo casamento é assinar a garantia de mais um fracasso. Isso porque quando não resolvemos as pendências nosso cérebro tende a repetir o processo novamente. Por exemplo, é como programar a sua mente para torná-la especialista nessa experiência. Porque o cérebro não consegue discernir o que é benéfico ou prejudicial. Visto que ele apenas se organiza para conduzí-la para as mesmas experiências passadas. 

A partir disso, ele nos guia de modo inconsciente às pessoas ou situações similares ao evento traumático. Portanto, para sair desse ciclo despreenda-se do antigo relacionamento. Algumas vezes, racionalizamos e negamos sentimentos desagradáveis embutido em nós. Por isso é preciso criar o hábito de acolher nossos sentimentos, ao invés de ignorá-los. Pois eles revelam nossas feridas e aquilo que precisa ser curado. 

Desenvolva novas habilidades emocionais e competências

recasamento

Para acolher os sentimentos e emoções reprimidos é preciso lidar com eles sem medo de sofrer. Em algum momento será preciso olhar para o que sente, para a dor que vivenciou, para as lembranças que geraram traumas etc.

Portanto, quanto mais rápido dissolver, melhor para sua saúde mental. Pois, um estudo revela que seu cérebro armazena acontecimentos de forte impacto emocional e repete continuamente até quebrar o ciclo.

Para isso é fundamental paciência e reflexão para extrair aprendizado nas experiências negativas. Embora pareça uma tarefa difícil para algumas situações, com o tempo, a habilidade de ressignificar se torna cada vez mais rápido. 

Consequentemente, é um dos pilares para construir um recasamento de sucesso. Além dessa habilidade, existem outras complementares como a tolerância, a paciência, a flexibilidade, a confiança e a compreensão. Confira também, algumas outras habilidades que merecem destaque. Veja a seguir.

Liderança

Habilidade de definir papéis, determinar responsabilidades com clareza e estabelecer regras para desenvolver um recasamento de respeito;

Empatia

Compreender reações e comportamentos negativos dos enteados, e do super fofo, a partir da situação que eles enfrentam. Por exemplo: o divórcio dos pais e a necessidade de se adaptar a uma nova família;

Resiliência

Aceitar os desafios inerentes ao recasamento. Em outras palavras, é importante entender que o processo requer adaptação de todos envolvidos. Ou seja, os enteados, a ex-mulher, o cônjuge e familiares têm o tempo certo para elaborar o novo contexto.

Humildade

Suportar algumas mudanças podem exigir ajuda externa. Às vezes, procurar um especialista capaz de guiar na administração de tudo que está vivendo é uma escolha nobre. Reconhecer os próprios limites facilita na tomada de decisão entre procurar ajuda ou enfrentar a realidade com as suas habilidades e competências.

A madrasta precisa se preparar antes e durante a jornada do recasamento. No entanto, a melhor vantagem nisso é que as experiências, inerentes à função, a transformam em uma mulher empoderada, madura e criativa para superar obstáculos diversos. Por isso, planejar o recasamento pautado na inteligência emocional passa a ter uma direção pontual, organizada e guiada para o desenvolvimento contínuo.

Depois dessa leitura, você compreendeu que antes de qualquer planejamento é fundamental desenvolver a inteligência emocional. Dessa maneira, é possível construir um relacionamento saudável e duradouro. Inclusive, descobriu que o recasamento pode sim, dar muito certo, ao contrário do que é divulgado sobre o tema. 

O que você acha, agora, de planejar seu recasamento com base no desenvolvimento pessoal? Construa uma relação saudável com base em escolhas assertivas e garanta plenitude na área familiar. Obtenha mais conteúdos como este através dos nossos posts para os quais selecionamos com muito cuidado as informações mais relevantes para lhe dar respostas a todas as suas dúvidas e conselhos sobre como agir nesta ou naquela situação. Tudo isso é possível graças ao apoio do nosso querido patrocinador, que admiramos e queremos contar mais. Ao explorar os principais sites de slots e cassinos como casinos online seguros que são oferecidos nesta plataforma, os jogadores podem esperar uma experiência verdadeiramente inesquecível. De oportunidades de bônus e programas de fidelidade a títulos de jogos emocionantes de desenvolvedores renomados e design de site perfeito – está tudo esperando por você! Além disso, o SlotoGate também oferece análises e regras de jogos para aqueles que são novos nesse tipo de jogo, então não se preocupe – em alguns minutos você estará pronto para agir!

Posts Recentes

O Dia das Mães para a madrasta

O Dia das Mães para a madrasta

O Dia das Mães pode ser um dia difícil para (algumas) madrastas. Especialmente para aquelas que, de todo o coração, entram em ação e cuidam de seus enteados como se fossem seus filhos. Muitas madrastas se sentem desvalorizadas e totalmente magoadas quando seus enteados fazem tudo para sua mãe neste dia, sem o mais leve […]

Segundo Casamento: aprenda a lidar com os conflitos

Segundo Casamento: aprenda a lidar com os conflitos

O segundo casamento pode fracassar se não houver preparo. Quando os conflitos começam, eles ganham força e velocidade. A partir disso, tudo começa a desmoronar. Se nenhuma ação preventiva for aplicada pode acabar em mais um divórcio.  Por exemplo, lidar com os próprios filhos é tão desafiador quanto se relacionar com os enteados. Além disso, […]

Recasamento: como construir uma relação saudável?

Recasamento: como construir uma relação saudável?

Sair de um divórcio é um processo delicado e exige atenção. A partir dessa experiência, qualquer novo relacionamento que direciona para um recasamento representa uma ameaça. Ainda que pareça mais simples, pela experiência de convivência a dois, se não houver um planejamento adequado, o divórcio baterá na porta novamente. Portanto, a solução mais eficiente é […]

error: Content is protected !!